Acompanhe Nosso Blog

Faça seu Orçamento


Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida

Seja nosso cliente

Sua mensagem está sendo enviada...

Trabalhe Conosco


Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida PDF ou DOC com o máximo de 4MB
Sua mensagem está sendo enviada...

Fornecedores


Informe seu nome
Informe seu telefone
Informe um e-mail
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Descreva sua Mensagem
Sua mensagem está sendo enviada...

A Conectando Pessoas trabalhou firme na elaboração e cobertura do evento que foi marcado pela reinauguração da unidade da Asa Norte que passou por reformas nas instalações, onde cada detalhe foi especialmente pensando para os pacientes.

Nosso sócio-diretor Adriano Gurgel e membros da equipe participaram do evento, que também contou com a presença do superintendente do Cettro, Dr. Murilo Buso, assim como a presença ilustre de pacientes e familiares.

Ficamos tão felizes com este projeto que não paramos por aí...

Desenvolvemos em parceria com o CETTRO um novo portal. O site integra a comunicação entre empresa e pacientes, o que possibilita uma maior divulgação e interação nas redes sociais e visibilidade do Centro Oncológico.

O evento aconteceu na manhã do dia 24, na ocasião também foram comemorados os 12 anos de fundação da unidade. Foi uma manhã de muitos sorrisos, gestos de carinhos e abraços.

Clique aqui e veja fotos do evento.

Conectando Pessoas, uma agência de pessoas para pessoas.

Com foco no paciente, o Cettro (Centro de Câncer de Brasília) lança Campanha falando abertamente sobre os sintomas do tratamentos e o seu enfrentamento.

De maneira simples e criativa, o objetivo da campanha é comunicar ao paciente, que seja qual for a dificuldade (enjoo, queda de cabelo etc), o time CETTRO vai ENFRENTAR lado a lado com o seu público.

A campanha será veiculada nas redes sociais, rádio e impressos.

Pode Confiar,
Nós enfrentamos com você.

#EnfrentamosJuntos

Quais são os os termos de marketing que todo empreendedor precisa saber?
Respondido por Eduardo Andrade, especialista em marketing

Em qualquer negócio, conhecer os jargões técnicos torna-se condição fundamental para melhor compreensão do mercado. Mais do que conhecer os termos e seus significados, é importante saber como e quando utilizá-los. Aqueles que não sabem se comunicar, usando os termos técnicos adequados, não são capazes de se fazer entendidos, o que fragiliza sua credibilidade, além de aumentar sensivelmente os riscos.

A maioria dos itens abaixo foi extraída do clássico Administração de Marketing, de Kotler e Keller, e está longe de esgotar a lista de conceitos da área, mas já é um passo para começar.

1. Benchmarking: é o método sistemático de procura por melhores processos, ideias inovadoras e procedimentos de operação mais eficazes que conduzam a um desempenho superior.
2. CRM (Customer Relationship Management): é uma integração de processos de produção, distribuição, vendas e marketing, de forma orientada ao cliente. Com isso busca-se conquistá-los, aumentar a satisfação dos atuais e estimular neles a fidelidade visando maior lucratividade para a empresa.
3. Ciclo de vida do produto (CVP): linha de variação correspondente às fases do histórico de vendas de um produto. Este pode ser dividido em quatro estágios: introdução, crescimento, maturidade e declínio.
4. Comunicação integrada de marketing (CIM): conceito de planejamento de comunicação de marketing que reconhece o valor agregado de um plano abrangente.
5. Determinação de custo-alvo: dedução da margem de lucro desejada do preço pelo qual o produto pode ser vendido, dados seu apelo e os preços dos concorrentes.
6. Estratégia pull (atração): o fabricante utiliza a propaganda e a promoção ao consumidor para induzi-lo a pedir o produto aos intermediários, fazendo com que estes o encomendem.
7. Estratégia push (pressão): o uso da equipe de vendas e da promoção dirigida ao revendedor para induzir os intermediários a expor, promover e vender o produto aos usuários finais.
8. Marketing viral: uso da Internet pelas empresas para criar um efeito boca a boca para atrair a atenção para seus sites. Envolve a transmissão de produtos, de serviços ou de informações desenvolvidos pela empresa de um usuário para outro.
9. Markup: determinação de preços mediante a adição de um aumento padrão ao custo de um item.
10. Mercado-alvo: parte do mercado disponível (empresas, grupo de pessoas, segmentos diversos) que a empresa decide buscar.
11. Market share: medida de nível ou grau de participação de uma marca ou produto em um dado momento no mercado
12. Posicionamento: projetar o produto e a imagem da empresa para ocupar um lugar diferenciado na mente do mercado-alvo.
13. Promoção de vendas: conjunto variado de ferramentas de incentivo, principalmente de curto prazo, destinadas a estimular compras mais rápidas e maiores de determinados produtos ou serviços por parte de consumidores ou do comércio.
14. Proposta de valor: conjunto de benefícios que as empresas oferecem aos clientes para satisfazer suas necessidades.
15. Segmentação de mercado: processo de identificação, dentro de um mercado, de um subgrupo de clientes cujas necessidades, desejos e/ou recursos são diferentes de tal modo que os faz responder de forma diferenciada a determinado composto mercadológico.
16. Sistema de informações de marketing (SIM): pessoas, equipamentos e procedimentos dedicados a coletar, classificar, analisar, avaliar e distribuir as informações necessárias de maneira precisa e oportuna para aqueles que tomam decisões de marketing.
17. Valor do cliente ao longo do tempo (LTV): valor presente do fluxo de lucros futuros que a empresa espera obter com o cliente em compras ao longo do tempo.
18. Valor percebido pelo cliente (VPC): diferença entre a avaliação que o cliente potencial faz de todos os benefícios e custos relativos a um produto ou serviço e as alternativas percebidas.
19. Vantagem competitiva: capacidade de uma empresa de apresentar, em um ou mais itens, um desempenho que os concorrentes não podem alcançar.

Texto de Eduardo Andrade, Editado por Camila Lam - Exame.com

Dizem que ser criativo é quase um sinal de desonestidade. Verdade ou não, o fato é que a criatividade deixa sua vida bem mais interessante, principalmente no trabalho. E, se você estiver a fim de despertar seu lado criativo, a ciência dá uma mãozinha e revela alguns truques que dão certo.

1. Felicidade ajuda
Sim, felicidade deixa você mais criativo. Segundo pesquisa divulgada no livro “The Progress Principle: Using Small Wins to Ignite Joy, Engagement, and Creativity at Work”, estar de bom humor aumenta em 50% as chances de ter uma ideia criativa, em comparação com os dias cinzas. Foi assim com os voluntários da pesquisa.

2. Fique sozinho
Esse negócio de brainstorm em turma não adianta nada. A gente já contou por aqui que solidão ajuda mesmo a aguçar a criatividade – num teste com 200 pessoas, os solitários fizeram desenhos mais inovadores. Agora outra pesquisa parece ter chegado a uma conclusão parecida. Quanto maior o tamanho do grupo, pior o desempenho de cada um: grupos com 9 pessoas geravam ideias mais pobres do que as turmas com 6 pessoas – e todos se saíam pior do que os grupos de 4 pessoas ou menos.

3. Tome um banho quente
É pra te deixar relaxado. Quando estamos focados num problema, a gente se preocupa muito emanalisar os detalhes. Isso não ajuda a criatividade em nada. Quando a mente relaxa, seu cérebro consegue fazer associações mais distantes, graças ao trabalho do hemisfério direito. Ou seja, você consegue pensar fora da caixinha. “É por isso que muitos insights acontecem durante os banhos quentes, para muitos é o momento mais relaxante do dia”, explica Jonah Lehrer, autor do livro “Imagine: how creativity works”.

4. Passeie ou tire um cochilo
Pesquisadores da Universidade de Toronto descobriram que fazer alguma atividade habitual, tiposair para uma caminhadatirar um cochilo ou até lavar louça permite que você, inconscientemente, acesse informações da área periférica do cérebro. Aí surgem ideias criativas. Só não vale ver tevê: os pesquisadores suspeitam que a telinha te deixa tão desligado, com a cabeça vazia, que nem a criatividade tem vez.

5. Beba uma cerveja
Sim, bêbados têm ideias mais inovadoras. Foi o que perceberam os pesquisadores da Universidade de Illinois. Eles deram um litro de cerveja para 20 homens e deixaram outros 20 sem uma gota de álcool, completamente sóbrios. Depois, os 40 voluntários tiveram de fazer alguns testes de criatividade. Cada um recebia três palavras (tipo colher, moeda, brinco) e tinha de acrescentar uma quarta que fizesse sentido no contexto (prata, por exemplo). E adivinhe quem levou a melhor? O pessoal do goró. É que a bebedeira diminui as atividades da memória de trabalho (área onde fica o conhecimento de fácil acesso do cérebro, que te deixa apto a ler e compreender uma frase do início ao fim). Com ela em baixa, sobra espaço para a distração. Aí os bêbados seguiam mais os sinais intuitivos que os sóbrios ignoram.

No fundo, a ideia é sempre dar espaço para seu cérebro respirar. Mas e você, tem outras táticas para despertar a criatividade? Conta pra gente!

Crédito da foto: flickr.com/kevinomara
Matéria: Carol Castro – Revista Super Interessante

Codigo Da SuperacaoO Código da Superação 
Uma fascinante jornada além da superação

O livro, escrito pelo “top of mind” José Luiz Tejon Megido, é uma fascinante jornada além da conquista e enfatiza no ambiente competitivo das corporações a capacidade humana de oferecer o melhor de cada talento, aperfeiçoando vocações e conquistando competências nova.

Superar a si mesmo, as barreiras da cultura social, as incertezas e as dúvidas do ambiente, aprender a ter êxito em equipe, em times criativos e, além de tudo, inovar, saber liderar com sustentabilidade e construção de valor, segundo Tejon, só é possível se cada pessoa perseguir seu próprio código, que, ao ser descoberto e acessado, o permite evoluir de forma acelerada em uma competição onde velocidade e mudança são as regras do jogo.

“O segredo dos segredos é adquirir a vontade onívora de aprender a aprender, sempre, e para isso precisamos preservar e manter viva a nossa criança interior.”

A obra inicia com a abertura para as quatro ilusões e recompensas: a felicidade, a eternidade, a liberdade e a amizade. Para iniciar esses passos, a pessoa precisa acreditar na alma, prestar atenção, não ser nunca indiferente à vida para não correr o terrível risco do autoabandono, além de descobrir seu código. 

Para encorajar os leitores a irem em busca de seu código, o autor apresenta os seus próprios quatro códigos que sintetizam a força superante que o mantém vivo e com amor a todas as lutas.

A ambição do Código da Superação é a de criar uma ponte que atravesse, na velocidade da luz, o grande salão do inconsciente de cada ser humano. 

A vontade do autor é a de despertar em todos a capacidade e a possibilidade da evolução ligeira, pois “não dá para perder tempo com quem perde o tempo.” 

{backbutton}

Entre em Contato

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Sua mensagem está sendo enviada...

São Paulo

Av. Onze de Junho 1070
Salas 107/108 - Vila Clementino | CEP: 04041-004

(11) 3230-6768

Como Chegar

Brasília

SGAS 616 Centro Clínico Línea Vitta Bloco C
Sala 223 - Asa Sul | CEP 70200-760

(61) 3965-6766

Como Chegar