Redes Sociais para Médicos e Profissionais da Saúde – Vale a pena?

Afinal, a interação com pacientes por meio de conteúdos educativos e preventivos faz toda a diferença na construção da credibilidade e confiança.

Entretanto, diante das restrições de publicidade do Conselho Federal de Medicina, muitos médicos ficam com receio de investir nessas mídias. A incerteza sobre os resultados é outra questão que acaba adiando uma estratégia de longo prazo no Facebook, Instagram e outras redes.

Pensando nisso, resolvemos listar 5 razões pelas quais o marketing médico nas redes sociais vale muito a pena. Confira:

  1. Audiência

Com postagens criativas e inteligentes, sua clínica ou consultório pode conquistar grande audiência nas redes sociais, aumentando sua visibilidade e conquistando novos pacientes. Comentários positivos, curtidas e compartilhamentos são ótimos indicadores de audiência, portanto, esteja atento à performance de cada conteúdo para descobrir quais temas despertam mais interesse em seu público.

  1. Relacionamento

As redes sociais podem contribuir para a criação de vínculos significativos com seus pacientes. Isto porque a divulgação de dicas e informações preventivas demonstra uma atenção humanizada, transmitindo a sensação de confiança e cuidado.

Ao se sentir seguro e confortável com informações que o ensinam a cuidar da saúde, o seu potencial paciente saberá que está seguindo um profissional sério e não hesitará em entrar em contato quando precisar agendar uma consulta.

  1. Feedbacks

As “avaliações” escritas por pacientes é outra vantagem das redes sociais para os profissionais da saúde. Por meio delas, é possível monitorar o índice de satisfação de quem esteve em seu consultório e identificar eventuais pontos negativos que precisam ser melhorados.

Acompanhar essas opiniões é essencial para compreender as necessidades do seu público, seja no que se refere à estrutura do consultório, ao atendimento ou à comunicação online. Fique atento a esses feedbacks para garantir a melhor experiência ao seu paciente.

  1. Responsabilidade Social

As redes sociais permitem que o profissional da saúde promova campanhas de prevenção, vacinação e cuidados, exercendo seu compromisso com o bem-estar coletivo.

Por exemplo, um médico dermatologista pode reforçar os cuidados de prevenção ao câncer de pele, enquanto um médico urologista pode incentivar a realização do exame preventivo do câncer de próstata.  Inclusive, a Associação Médica Brasileira até criou períodos especiais para a divulgação dessas campanhas como o “Novembro Azul” e o “Dezembro Laranja”.

  1. Troca de informações

Além das redes sociais “tradicionais”, já existem redes criadas exclusivamente para médicos e profissionais da saúde. A maioria delas é voltada ao compartilhamento de experiências clínicas, discussão de temas científicos, publicação de eventos e congressos da área, entre outras possibilidades.

Sem dúvidas, esses canais garantem uma conexão valiosa entre os profissionais da saúde, facilitando a comunicação e o aperfeiçoamento necessários ao exercício da profissão.

 

Agora que você já sabe por que as redes sociais devem fazer parte da sua estratégia de marketing médico, que tal iniciar o seu planejamento com a ajuda da nossa agência? Somos especialistas em criar conteúdo inovador para redes como Faceboook, Instagram e Twitter. Entre em contato conosco e saiba mais!