Mas o que é branding, afinal?

O termo branding muita das vezes é mal compreendido e está sendo usado para explicar qualquer coisa. No entanto, o seu verdadeiro sentido é baseado em atrair consumidores para a sua marca, e isso é o trabalho mais relevante que um profissional de marketing pode fazer.

De uns tempos para cá, em toda parte começou a aparecer o termo branding, a palavra preferida dos “marketeiros”. Para alguns tudo é uma questão de branding, ações de marketing viraram ações de branding, as justificativas de se estourar o orçamento do mês são, sem dúvida, um problema de branding, e até algumas agências de design viraram agências de branding. O primeiro passo para evitar essa confusão é entender a diferença entre o conceito de marca e branding.

Uma marca ou brand é a percepção dos consumidores sobre um produto, serviço, experiência ou organização. Não o que os profissionais de marketing pensam que a marca é, mas o que os consumidores acham.

Um dos elementos mais representativos e simbólicos de uma marca é o seu logo, que pode ser constituído por um conjunto de cores, fontes, letras, ícones e design, com o objetivo de transmitir ao público a mensagem principal do seu negócio e identificar um serviço ou produto.

Portanto, por princípio, não existe marca em um escritório de design. A marca é o que está nas ruas, nas casas, sendo vivida e experimentada. O design, o sistema de identidade de uma marca, é sim importantíssimo, mas não é a totalidade do que é a marca.

Para a American Marketing Association, branding não é fazer com que um consumidor escolha uma marca ao invés da marca concorrente. É fazer com que um potencial consumidor perceba a marca como a única solução para o que ele busca. A única escolha lógica para o que ela está oferecendo.

Branding é um sistema de comunicação que deixa claro porque a marca importa. É achar e comunicar algo que atraia os consumidores para a marca, ao invés de você ter que caçá-los de modos, algumas vezes, bem caros.

Branding é pensar a sua marca de forma estratégica.

É a gestão de marca da empresa. Isso inclui um planejamento a longo prazo, criação e gerenciamento dos elementos de sua identidade visual para, dessa forma, conseguir potencializar a percepção da sua empresa na mente dos consumidores. Resumindo, o Branding trabalha com o conceito de que uma marca precisa ser planejada, estruturada, gerida e promovida.

Portanto, da próxima vez que ouvir o termo mal-utilizado, passe a mensagem para frente. Faça perguntas do tipo: o que o consumidor achou? Como isso faz com que eles escolham a sua marca? Como isso atrai os consumidores para que não se tenha que caçá-los? Desse modo, quando falarmos de branding, falemos de algo que é palpável e bem definido ao invés de continuar usando esse termo para tudo que é considerado “enigmático” no marketing.

Referência: Webinsider

Deixe um comentário: